Banner Cidade-Povo-Inaugura

Com dois ministros de Dilma, governo entrega primeiras casas

Feirante comemora a realização de um antigo sonho

O Governo do Estado entrega as primeiras casas do Empreendimento Habitacional Cidade do Povo, através do programa federal “Minha Casa, Minha Vida. Os ministros da Integração Nacional e das Cidades participaram da solenidade.

A feirante Léia de Souza concretizou nesta quinta-feira, 22, o sonho da casa própria. Ela recebeu uma das 392 unidades habitacionais entregues hoje pelo governo do Estado, através do programa federal.

As habitações foram construídas dentro do empreendimento Cidade do Povo, localizado no Km 05, da BR-364, em Rio Branco. Nesta primeira etapa, foram atendidas famílias que vivem em áreas de risco. Depois de passar por quase 10 anos sofrendo com alagações, Léia afirma estar realizada com a nova casa.

Infraestrutura

Com a entrega das moradias, também foram inaugurados novos espaços públicos como: escola, unidade de saúde e posto policial. Segundo a Secretaria de Obras do Estado, os primeiros moradores terão acesso a transporte coletivo, lazer entre outros serviços.

O governador Tião Viana agradeceu o apoio da presidente Dilma e destacou que pelo momento histórico, os beneficiários vão responder com gratidão o investimento.“Aqui não vamos deixar a droga, o alcoolismo entrar. Vai ser a cidade da paz, da tranquilidade, da responsabilidade social e do comprometimento com a cidadania desse país”, disse.

O projeto

O projeto Cidade do Povo prevê a construção de 10.518 moradias, numa área de aproximadamente 700 hectares. A meta do governo é entregar nos próximos meses, nesta que é a primeira etapa do projeto, o total de 3.300 casas. O investimento é de aproximadamente 24 milhões e 300 mil reais. “Hoje, vendo o resultado desse trabalho de pouca ajuda que o Minsitério da Integração nacional deu, fico orgulhoso de ter participado de aguma forma”, comentou o Ministro da Integração nacional, Francisco José Teixeira.

O ministro das cidades, Gilberto Magalhães Occhi, ressaltou na solenidade que as casas recebidas gratuitamente constituem um direito do cidadão. Ele aconselhou os beneficiários que conservem o patrimônio recebido, alertando para que não comercialização suas casas. “A gente tem visto denúncias de alguém que vem e diz: você não pagou por essa casa, vende ela pra mim. E às vezes, por que você tá precisando de algo, vende. Eu peço a vocês, não vendam, não troquem, não aluguem, não pode”, disse Occhi.

As 392 casas entregues são divididas em 2 quartos, sala, banheiro e cozinha com área de serviço integrada.

{gallery}galerias/CasasCidadePovo22052014{/gallery}

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*