120717-politica-senadores-folhadojurua

Nenhuma surpresa em votos da Reforma Trabalhista

Jorge contra; Cameli e Petecão a favor

Não houve nenhuma surpresa de última hora no vota dos senadores acrianos em relação ao texto da Reforma Trabalhista proposta pelo Executivo e aprovado ontem no plenário do Senado, após protesto de senadoras da oposição.

Jorge Viana (PT) foi o único a votar contra a proposta. Sérgio Petecão (PSD) e Gladson Cameli (PP) também não surpreenderam e votaram com o governo. Em jogo, concepções distintas com a retórica de defender o mesmo propósito: a classe trabalhadora.

Petecão e Gladson entendem que a reforma moderniza as relações de trabalho e, com isso, preserva a condição das empresas de gerar empregos. Além disso, defendem os senadores governistas, a reforma não modifica direitos adquiridos.

Jorge Viana tem outro entendimento. E, nessa votação, faz a mesma defesa do Partido dos Trabalhadores em condenar a reforma.

O texto da Reforma Trabalhista foi aprovado no Senado por 50 votos a 26. Agora, segue para a sanção presidencial.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM/RJ) afirmou por meio de uma rede social, que não vai colocar em votação nenhuma medida provisória que modifique o texto aprovado no Congresso.

A postura do presidente da Câmara, sugerem os grandes veículos de imprensa nacional, é de embate com o presidente da República, Michel Temer, que já havia se comprometido com parlamentares em fazer mudanças no texto.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*