Banner Cameli2014

“Nenhum candidato ainda está eleito”, diz Gladson Cameli

Deputado faz uma breve análise sobre o quadro político no Acre

Esta semana, o presidente regional do Partido da Mobilização Nacional(PMN), Roberto Duarte Júnior, lançou pré-candidatura ao Senado Federal. Agora, são quatro nomes que demonstram interesse na única vaga disponível. “Isso é a prova da democracia”, afirmou o também pré-candidato Gladson Cameli(PP).

Duarte é um dos advogados da Telexfree, empresa suspeita de atuar como pirâmide financeira. No Acre, cerca de 70 mil pessoas investiram no negócio. Desde de junho do ano anterior, as atividades da Telexfree estão bloqueadas pela justiça. Pela ligação jurídica, a candidatura de Duarte é vista como uma forma de tentar ajudar a instituição. “Você não pode ser político de uma empresa”, enfatizou.

Recentemente, o parlamentar conversou com o procurador-geral de Justiça. Para Oswaldo D’Albuquerque, Gladson sugeriu a devolução do dinheiro dos investidores que ainda não tiveram nenhum retorno financeiro. Outra questão levantada foi a precariedade da telefonia móvel. Cameli citou a operadora Vivo como uma das empresas que não oferece serviço de qualidade.

Sobre a disputa eleitoral de outubro, o deputado federal voltou a afirmar que é favorável a candidatura única da oposição. Márcio Bittar(governo); Henrique Afonso(vice); Gladson Cameli(Senado) e Tião Bocalom para a Câmara é um ‘sonho’ que pode virar realidade ou não. “Seria uma chapa muito forte para discutir e ganhar as eleições”, enfatizou.

Apesar dos números apontarem o governador Tião Viana(PT) como um dos mais bem avaliados do país, Gladson argumentou que as eleições não estão definidas. “O Ibope tem errado nas últimas pesquisas. Nenhum candidato está confirmado como eleito”, falou.

Ao fim da conversa com o jornalista Alan Rick, o deputado anunciou que o site que mantém na internet foi invadido por hacker’s. Cameli acionou a polícia federal para investigar o caso. “Não sei se estão antecipando a campanha eleitoral”, concluiu. As declarações foram dadas na última quarta-feira, 19, no ‘Gazeta Entrevista’, da TV Gazeta/Record.

Deixe uma resposta