thumb lhe

“O PT é um exemplo de democracia, mesmo brigando”, diz Lhé

Experiente petista é eleitor declarado de Sibá Machado

O fundador do Partido dos Trabalhadores (PT) no Acre e um dos militantes históricos Abrahim Farhat, o Lhé, defendeu em entrevista a Agazeta.Net que a Executiva Nacional faça uma espécie de “intervenção” no dia das eleições internas, em 10 de novembro.
 
Para ele, um “observador externo” seria importante diante do clima de acirramento na disputa, que na última quinta (21) provocou agressões físicas e verbais entre a militância. .
 
“Eu estou chamando a direção nacional para participar desta eleição, que venha nos ajudar neste processo”, diz Lhé. Para ele, a atual presidência tem condições de conduzir as eleições, mas o acompanhamento pela nacional seria importante. “O PT é um exemplo de democracia, mesmo brigando.”
 
O militante petista não concorda com a declaração pública pelo governador Tião Viana (PT) de apoio ao sociólogo Ermício Sena. Para ele, Tião Viana, como autoridade máxima do partido, jamais poderia ter se posicionado desta forma –tampouco o prefeito Marcus Alexandre e o senador Anibal Diniz.
 
Lhé é eleitor declarado de Sibá Machado para presidente estadual e Júlia Feitosa para o diretório Rio Branco. Segundo ele, existe pressão sobre os filiados para apoiarem Ermício Sena, intensificando-se após o apoio público do governador.
 
Lhé critica o fato de hoje o comando do PT estar nas mãos de pessoas ligadas ao Palácio Rio Branco. Para ele, Sibá na presidência representaria a volta da militância da base e da velha-guarda para a condução da sigla.

Deixe uma resposta