thumb previdencia1

Para evitar rombos, Acre cria fundo de investimento

Acordo foi firmado esta semana, em Brasília

Antecipando-se a um possível déficit nas contas da previdência social do Estado, o Palácio Rio Branco firmou esta semana em Brasília acordo que cria o fundo de investimento de interesse do regime próprio do Estado.

Apesar de estar com suas contas previdenciárias equilibradas, o governo trabalha para amenizar desequilíbrios a partir de 2017, quando uma leva de servidores públicos irá se aposentar.

O objetivo é evitar que as despesas com os pagamentos de aposentadorias e pensões superem o recolhimento previdenciário. Para isso foi criado o fundo de investimento em parceria com o Ministério da Previdência, Banco do Brasil e Caixa Econômica.

Como garantias deste fundo o governo terá à disposição imóveis e outros ativos do Estado. De acordo com José de Anchieta, presidente do Acreprevidência, a diferença entre os pagamentos dos benefícios e o recolhimento atinge um déficit de R$ 7,3 bilhões. Este montante deve ser elevado à medida que mais servidores adquirirem o direito da aposentadoria.

Com o fundo de investimento, o Acre espera captar os recursos necessários para cobrir os eventuais “rombos” na previdência. Os bancos irão atuar como consultores do fundo acreano, avaliando cenários, fazendo projeções financeiras e analisar a viabilidade das melhores aplicações.

Deixe uma resposta