thumb marina2014

Para Marina Silva, Rede continua sendo prioridade

Nas redes sociais, a ex-senadora incentiva filiações

Em suas últimas postagens em sua rede social, a ex-senadora Marina Silva tem demonstrado que sua prioridade continua sendo colher adesões e assinaturas para a Rede, o que comprova que sua presença no PSB é passageira.

Em sua página no facebook, quase sempre os textos postados por Marina dizem respeito a rede Sustentabilidade, onde estimula e promove a filiação dos internautas adeptos a ideologia do partido.

Em uma publicação feita nesta quarta-feira, 22, Marina informa aos internautas sobre o andamento do processo de filiação a Rede. “Muitas pessoas têm me perguntado sobre o processo de filiação da Rede. Neste link, vocês encontram todas as informações sobre a filiação ao partido”.

Em outra publicação, ela comemora o alcance de 400 mil fãs na página da Rede, também no Facebook. Lá, Marina convida, com sua assinatura: “Traga mais amigos para esta rede”.

A ex-senadora pouco faz postagens fazendo referência ao PSB, indo em direção contrária a Eduardo Campos que mais de uma vez por dia publica fotos ao lado de Marina e destaca frases da ex-ministra. O presidenciável sempre faz questão de frisar que a aliança entre o PSB e o Rede é importante nesse contexto político.

Diante das atitudes da ex-senadora, muitos questionamentos são levantados em relação a aliança entre PSB e a Rede. Marina já demosntrou diversas vezes que sua passagem pelo PSB é transitória e mesmo assim os socialistas continuam fazendo as vontades da ex-petista.

Em São Paulo, por exemplo, uma aliança sólida do PSB com o governador Geraldo Alckmin, do PSDB, está sendo desmanchada. Por vontade de Marina, que Campos parece estar atendendo, o PSB busca lançar candidato próprio no Estado.

Houve também afastamento da legenda com os ruralistas, depois que a ex-senadora criticou duramente o deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO), aliado de Campos.

Justamente para tentar sanar as divergências entre PSB e Rede, ou mesmo tentar convencer Marina da importância de algumas alianças estaduais, a cúpula dos socialistas, depois de seis horas de reunião nesta terça-feira 21, decidiu adiar para o final de março o início das discussões sobre as instâncias estaduais.
 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*