Thumb perpetuaanac

Perpétua pede intervençao da ANAC em passagens aéreas

Valores das passagem para Rio Branco estão abusivos

Por telefone, a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB), que cumpre várias agendas hoje na capital Rio Branco, conversou agora a pouco com dirigentes da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) solicitando ao órgão que intervenha e investigue denúncias de aumento abusivo nos preços das passagens áreas entre as cidades de Rio Branco, Acre, a Porto Velho, Rondônia. A parlamentar acreana tomou a iniciativa após receber várias denúncias de passageiros por meio das redes sociais.

O fechamento da BR-364 que liga os dois estados pode ser o responsável pelos aumentos nas passagens áreas. Há alguns dias, a rodovia federal foi interditada ao tráfego de veículos por causa da cheia do rio Madeira. “Nos últimos dias, recebi denúncias de aumento nos preços das passagens. Precisamos verificar e tomar medidas imediatas para coibir abusos”, destacou Perpétua.  

Uma simulação feita na Internet para viajar ainda em fevereiro de Rio Branco para Porto velho, por exemplo, o passageiro terá que desembolsar pelo menos R$ 800. Outra simulação feita para embarque dia 28 e voltando na quarta-feira de cinza, saindo de Porto Velho com destino a Rio Branco, o passageiro terá que pagar aproximadamente R$ 1000, trecho de ida e volta. Antes do fechamento da BR-364, a média das passagens girava em torno de R$ 100, cada trecho.

Segundo o assessor jurídico da ANAC, Guilherme Couto, a Superintendência de Controle Econômico da ANAC já foi comunicada das denúncias feita pela deputada Perpétua. “Já acionamos o órgão competente para analisar a situação. Se verificarmos que houve aumento abusivo depois do fechamento da BR-364, nós iremos aplicar as medidas cabíveis”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*