Banner SergioPetecaoGE2014

Petecão vai pedir ajuda ao Ministério da Justiça para combater criminalidade

“Quem tem segurança está de boa”, diz o senador

Na última quarta-feira, 30,o senador Sérgio Petecão(PSD) esteve reunido com o grupo político liderado por Antônia Lúcia(PSC). Na conversa, a deputada federal sugeriu a aliança entre os 14 partidos que fazem oposição no Acre. Probabilidade pouco provável, na opinião do também pré-candidato ao governo estadual.

“É impossível disputar com esse governo perseguidor no tête-a-tête”, afirmou. Ele ainda foi além e disse que mais de uma candidatura não é sinônimo de divisão. “Que esses candidatos possam estar unidos em um possível segundo turno”, pediu.

Questionado sobre a imposição da candidatura de Tião Bocalom(Dem) ao palácio Rio Branco, o senador pediu mais humildade e informou que ele não pode radicalizar. Petecão enfatizou que o nome mais bem avaliado deve disputar o cargo. Caso isso não ocorra com Bocalom e mesmo assim ele insista, o parlamentar vai retirar o apoio.

Sérgio Petecão mostrou-se surpreso com o lançamento da pré-candidatura de Roberto Duarte Júnior ao Senado Federal. Os dois conversaram e segundo o senador acreano, o advogado está entusiasmado e pode dar trabalho. “Duas candidaturas ao Senado não é bom para a oposição”, argumentou.

O senador reconhece os avanços obtidos pela Frente Popular, mas defendeu a alternância de poder. “Está na hora de dar a oportunidade para outras pessoas. O pessoal perdeu a quilha e precisa saber que todo poder emana do povo”, expôs.

Ao fim da conversa com o jornalista Alan Rick, Petecão comentou a onda de violência no estado. Somente em janeiro, 17 homicídios foram registrados. Ele confirmou que vai pedir reforço ao Ministério da Justiça para combater a criminalidade. “Eu tô com medo. Quem tem segurança está de boa”, finalizou.

Deixe uma resposta