301116-politica-piscicultura-tvgazeta

Piscicultura é debatida entre gestores públicos e empresários

Apesar da crise na Peixes, Governo insiste no modelo

Produtores rurais, empresas e entidades ligadas à piscicultura participaram nessa quarta-feira, na sede da Federação das Indústrias do Acre, de um seminário para mostrar novas tecnologias na produção do pescado.

Técnicos do Governo do Estado fizeram uma visita à empresa “Biofish”, de Porto Velho, Rondônia, e conheceram um novo sistema de produção mais barato e que agride menos a natureza.

A mostra de novos modelos é uma forma que o Governo do Acre encontrou para incentivar grandes e pequenos produtores para a piscicultura. O governador de Pando, na Bolívia, Luiz Adolfo Flores, também veio conhecer a tecnologia e quer diminuir a distância do comércio entre os dois países.

A Bolívia tem interesse em vender suínos para o Acre e comprar alevinos e até peixes para o consumo. “Temos que procurar alternativas para os seringueiros e campesinos e o peixe tem um bom mercado, queremos descobrir como produzir mais e melhor”, disse.

O governador Tião Viana disse que tem interesse em abrir ainda mais as portas de negociação de suínos, frangos e peixes com a Bolívia e o Peru. Ele anunciou que até fevereiro do ano que vem vai divulgar o aporte de capitais necessários para que a fábrica da Peixes da Amazônia, localizada na BR-364, possa funcionar.

A empresa está vendendo cotas e busca empresários interessados em apostar na piscicultura. Atualmente, a Peixes da Amazônia passa por séria dificuldade financeira. “Brevemente a empresa vai andar com as próprias pernas e será altamente produtiva. Precisamos agora encontrar pessoas interessadas em apostar em bons negócios”, convidou.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*