2409-politica-camaradevereadores-assessoriacamara

Prefeitura da Capital aumenta bolsa alimentação do Mais Médico

Decisão foi tomada hoje na Câmara de Vereadores

A Câmara de Rio Branco aprovou projeto de lei que amplia o valor da bolsa alimentação para os profissionais do programa Mais Médicos. A portaria do Governo Federal, aprovada em fevereiro desse ano, obriga os municípios que receberam os profissionais a reajustar o valor da alimentação entre R$ 500 e R$ 700.

A prefeitura adotou o valor mínimo: R$ 500. Depois da aprovação dos vereadores, o prefeito Marcus Alexandre deve sancionar a matéria e os médicos já passam a receber os novos valores no próximo mês.

O município que aderiu ao programa Mais Médicos é obrigado a ofertar moradia, alimentação e pagar despensa de deslocamento do profissional. O Governo Federal apenas paga o salário do médico.

Rio Branco recebeu 49 profissionais do programa e paga mensalmente para cada um R$ 1.200,00 como bolsa moradia e mais R$ 371,00 para gastos com alimentação.

Para o líder do prefeito, vereador Gabriel Forneck, o reajuste é um incentivo a mais para os médicos ficarem no estado. “Ampliamos em mais de 80% nosso atendimento na área rural por causa desses profissionais. Por isso, temos que repassar todos os benefícios. A prefeitura vai pagar o valor mínimo porque as condições financeiras não são boas’, explicou Forneck.

Todas as prefeituras vão ter que adotar os novos valores. No interior, o gasto não será tão alto porque o número de médicos do programa é pequeno. A maioria tem apenas dois profissionais.

Deixe uma resposta