1709-politica-ppacemiterio-souzagomes

Prefeitura: mais de R$ 1 mi com cemitério particular

Existe área na Transacreana para amenizar problema

Com a construção do novo cemitério de Rio Branco, obra prevista ser inaugurada ano que vem, a Prefeitura de Rio Branco vai economizar mais de R$ 1 mi por ano. Sem vagas nos cemitérios públicos, o município paga por cada enterro que é realizado num cemitério privado, que recebe mensalmente R$ 110 mil. Um lucro que se arrastando por vários anos, já que os últimos prefeitos da Capital ignoraram o problema da falta de espaço nos cemitérios públicos e priorizaram a iniciativa privada.

Segundo a secretária de Planejamento do Município, Janete dos Santos, a prefeitura está desapropriando e regularizando o local onde será construído o novo cemitério. A região escolhida fica a 7 quilômetros do centro da cidade, na Estrada Transacreana, onde já existe um pequeno cemitério: o Cruz Milagrosa.

“Ele vai demorar um pouco a entrar em operação porque não é fácil esse tipo de obra. O setor de meio ambiente é o mais complicado, mas assim que passar essa etapa estará tudo pronto para atender à população”, concluiu Janete.

A informação sobre o novo cemitério foi passada nessa quarta-feira durante uma reunião na Câmara de Vereadores, na qual, técnicos da prefeitura foram apresentar e explicar o Plano Plurianual da prefeitura que prevê a construção do cemitério.

Apenas 7 dos 17 vereadores compareceram ao encontro. O PPA, como é conhecido, delimita as políticas públicas que serão aplicadas na Capital pelos próximos quatro anos. Foi explicitado, também, por que o orçamento para o ano que vem crescerá 34%, passando de R$ 582 para R$ 790 milhões.

Várias obras estão previstas para Rio Branco nos próximos anos com a construção da quinta ponte sobre o rio Acre.

A prefeitura quer votar o PPA no próximo dia 26 e espera que os vereadores tenham conhecimento da matéria. Pelo desinteresse que a maioria apresentou hoje, já sabemos o resultado, muitos vão votar sem ao menos ler uma página da matéria.

Deixe uma resposta