090217-politica-gladsoncameli-assessoriaparlamentar

Prefeituras do Acre vão receber novas ambulâncias

Atendimento odontológico é foco da ação parlamentar

Todos os 22 municípios do estado do Acre receberão unidades móveis para realização de atendimentos odontológicos, e 10, serão beneficiados com novas ambulâncias para o serviço de urgência para ajudar na saúde pública dos municípios.

A garantia foi do ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP) durante reunião com o senador Gladson Cameli (PP-AC) e os prefeitos de Cruzeiro do Sul, Iderlei Cordeiro (PMDB-AC); Tarauacá, Marilene Vitorino (PSD-AC); Rodrigues Alves, Sebastião Correia (PMDB-AC); Marechal Thaumaturgo, Isaac Piyãko (PMDB-AC); e Bujari, Romualdo de Souza (PCdoB-AC) na noite desta terça-feira, 7.

Os municípios que serão contemplados com as ambulâncias serão Acrelândia, Assis Brasil, Brasileia, Bujari, Capixaba, Epitaciolândia, Feijó, Mâncio Lima, Rodrigues Alves e Tarauacá. Os prefeitos presentes ressaltaram a importância dessa inciativa para agilizar os atendimentos nos hospitais.

Todos os municípios terão unidades móveis para atendimentos odontológicos
Na audiência, o ministro progressista também garantiu ao senador Gladson Cameli a implantação de unidades móveis para realizar atendimentos odontológicos para as comunidades carentes das principais regiões do Acre.

De acordo com o senador Cameli, essas ações são extremante importantes para garantir uma saúde pública mais eficiente. “A saúde no estado do Acre é precária, as pessoas saem do estado para realizar tratamento em outros lugares, precisamos mudar essa realidade. Aqui em Brasília trabalho para melhorar a vida das pessoas. Essas medidas irão garantir um pouco mais de conforto à nossa população”, destacou Gladson.

Hospitais do Acre terão apoio do governo Federal

O senador aproveitou a audiência para cobrar agilidade nos procedimentos que estão faltando para licitar e concluir os hospitais e a UPA de Cruzeiro do Sul. Hospitais fundamentais para melhorar o atendimento hospitalar.

“Disse ao ministro que é um absurdo o que está acontecendo na UPA e nos hospitais do estado. O estado se ausentou de seu dever e é preciso que as irregularidades sejam corrigidas. A UPA do município, por exemplo, é uma unidade que está sendo construída em bairros mais carentes do município e vai beneficiar as comunidades ribeirinhas. Então, é preciso agilidade pois as pessoas estão esperando há muito tempo a conclusão dessas obras”, reiterou Gladson Cameli.

O ministro Ricardo Barros (PP) garantiu que o governo federal está disposto a ajudar a solucionar os problemas da saúde, mas o governo estadual do Acre precisa cumprir seu papel.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*