Banner-manciocordeiro

R$ 3 bilhões é o valor da dívida do Acre, diz secretário

“Isso não significa, de nenhuma maneira, desequilíbrio”

Mâncio Lima Cordeiro, secretário estadual da Fazenda, foi um dos convidados do ‘Gazeta Entrevista’ da última quarta-feira, 19. O principal assunto durante a conversa com o jornalista Alan Rick foi o endividamento do Estado.

Recentemente, uma reportagem mostrou que 14 estados brasileiros apresentam rombo fiscal. Entre eles, o Acre. O secretário admitiu que o valor gasto realmente foi maior que o arrecado. Mas que esta situação é considerada normal.

Segundo Cordeiro, houve uma má interpretação. “O fato do Estado ter resultado primário negativo não significa ser desequilibrado”, comentou. Ele ainda afirmou que o Acre apresenta este saldo desde 2006.

Nos últimos três anos, o Acre contraiu R$ 2 bilhões em empréstimos. Valor que está sendo aplicado na melhoria da qualidade de vida, enfatizou Mâncio. Ele destacou o aumento no índice de Desenvolvimento Humano(IDH) dos acreanos como resultado dos investimentos.

Para este ano, outros R$ 600 milhões serão contraídos pelo governo. Mâncio Lima informou que apesar dos atuais empréstimos, o Acre está menos endividado que dez anos atrás. Atualmente, o valor corresponde a 80% da receita corrente líquida do Estado. Em 2000, o comprometimento era superior a 100%.

Questionado por um telespectador sobre atraso de promoções, o secretário negou. “Desconheço qualquer atraso. As promoções são automáticas”, expôs. Ele também disse que o pagamento do 13ª salário dos servidores não está sendo pago por meio de empréstimos. Por lei, a atitude é considerada ilegal.

Deixe uma resposta