110119-cotidiano-dengue-posse

Risco de epidemia de dengue requer cuidados

Prefeitura empossa agentes para intensificar o trabalho

Para combater o crescimento de casos de dengue em rio branco, a prefeitura empossou 22 novos agentes de endemias na manhã desta sexta-feira (11). Eles começam o treinamento na segunda-feira (14), já em campo. 

O total de agentes nas ruas agora será de 291. Além disso, 626 agentes comunitários de saúde vão atuar de casa em casa orientando a população sobre os cuidados com a doença. “Nós estamos falando de mais de mil trabalhadores, falando da zeladoria, está já fazendo um esforço concentrado aqui na região alta da cidade pra que a gente possa passar por essa situação com tranquilidade,” explicou o secretário municipal de sáude, Oteniel Almeida.

Como há um risco de surto ou epidemia da doença, todos os dias úteis há arrastões nos bairros da capital. Dessa vez, os agentes visitaram a região do São Francisco. Os maiores índices do mosquito ainda são encontrados em recipientes dentro dos quintais dos moradores. “85% dos casos ainda estão acontecendo dentro dos quintais, caixa d’água destampada a nível de solo e pequenos recipientes, isso também depende dos moradores,” completou.

 

Prefeitura empossou novos agentes para intensificar o trabalho

Para combater o crescimento de casos de dengue em rio branco, a prefeitura empossou 22 novos agentes de endemias na manhã desta sexta-feira (11). Eles começam o treinamento na segunda-feira (14), já em campo. 

O total de agentes nas ruas agora será de 291. Além disso, 626 agentes comunitários de saúde vão atuar de casa em casa orientando a população sobre os cuidados com a doença. “Nós estamos falando de mais de mil trabalhadores, falando da zeladoria, está já fazendo um esforço concentrado aqui na região alta da cidade pra que a gente possa passar por essa situação com tranquilidade,” explicou o secretário municipal de sáude, Oteniel Almeida.

Como há um risco de surto ou epidemia da doença, todos os dias úteis há arrastões nos bairros da capital. Dessa vez, os agentes visitaram a região do São Francisco. Os maiores índices do mosquito ainda são encontrados em recipientes dentro dos quintais dos moradores. “85% dos casos ainda estão acontecendo dentro dos quintais, caixa d’água destampada a nível de solo e pequenos recipientes, isso também depende dos moradores,” completou.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*