1109-politica-samoelevangelista

Samuel Evangelista mantém proibição de “bandeiraços”

Advogados da Frente recorreram da decisão, mas perderam

O desembargador Samoel Evangelista manteve a decisão do juiz da 10ª Zona Eleitoral Anastácio Lima de Menezes que restringiu a prática dos “bandeiraços”.

Na decisão preferida pelo relator-desembargador, há o reforço de que o juiz Anastácio é plenamente competente para julgar o caso, argumento usado pelos advogados da Frente Popular, que afirmaram que o juiz não teria competência para proibir a manifestação política por meio dos “bandeiraços”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*