231017-cotidiano-semsa-tvgazeta

Semsa retoma mobilização contra o mosquito da dengue

Prefeitura calcula redução de 64% de notificações

Com a chegada do inverno amazônico, o risco de proliferação do Aedes aegypti aumenta. Qualquer lugar que tenha água empossada pode virar um criadouro. Neste sentido, o cuidado com terrenos baldios, lixos e esgoto deve ser redobrado.

O Ministério da Saúde iniciou a semana de combate ao Aedes em todo o país. Os municípios serão responsáveis por mobilizar a sociedade. As ações consistem em visita domiciliar, campanhas educativas, com publicidade e visitas em escolas com palestras.

“Na sexta-feira, nós estaremos de manhã no centro da cidade fazendo uma grande mobilização nos espaços de grande movimentação, principalmente próximo ao terminal, para fazer uma abordagem à população da conscientização em relação a esse período de chuvas”, disse o secretário de Municipal de Saúde, Oteniel Almeida.

Em Rio Branco, o índice de manifestação do mosquito é considerado de risco. Mas, a Capital conseguiu diminuir os números ao longo dos anos.

De janeiro até o início de outubro deste ano, foram notificados 1.605 casos, uma redução de 64% em relação ao mesmo período de 2016. Os casos confirmados caíram de 562 para 261 este ano. O Aedes transmite três doenças: a dengue, a febre chikungunya e zika vírus.

“Nós estamos com uma situação nesses anos controlada, mas o plano de contingencia está pronto, nós já adquirimos os materiais e insumos necessários pra, se caso a gente precisar, ativar isso. Mas a gente espera não precisar. E contar mais uma vez com a colaboração da população, pra que a gente consiga passar por mais um inverno com tranquilidade,” completou Almeida.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*