18-07-19 SERVIDORES SAÚDE

Servidores da Saúde demitidos em 2017 pedem readmissão

Ato foi realizado em frente à Casa Civil

Servidores da Saúde do Acre que foram demitidos em 2017, ainda na gestão de Tião Viana, se reuniram em frente à Casa Civil para formar uma comissão e tentar negociações com o atual governo de Gladson Cameli.

380 trabalhadores provisórios, com mais de 23 anos de serviços prestados, foram desativados do cargo com a alegação de que não faziam parte do quadro efetivo. O fato é que essas pessoas continuam desempregadas, sem espaço no mercado de trabalho, e por isso pedem a readmissão para continuar com o sonho de aposentadoria.

“Queremos apenas ter direito novamente a trabalhar, de ter uma vida digna e sonhar com a aposentadoria porque muitos de nós estão passando fome em suas casas hoje em dia”. Afirma Durival Brito, trabalhador demitido.

O Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Acre (Sintesac) acompanhou o movimento pacífico e pretende ajudar nas negociações com o governo para garantir a reintegração dessas pessoas. “Nós viemos aqui dar todo apoio a eles. Sabemos que mesmo quem está trabalhando passa por dificuldades, imagina quem está desempregado. Não sabemos por que o governo desprezou essa mão de obra tendo em vista que foram mais de 20 anos de contribuição” Comenta Juscelino Gonçalves, integrante do Sintesac.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*