020817-politica-sindicatoprofessores-tvgazeta

Sindicato revê PCCR dos professores da Capital

Trabalhadores querem equiparação com Estado

O Sindicato dos Professores do Estado do Acre entregou na manhã dessa quarta-feira um projeto de como deve ser o Plano de Cargos, Carreira e Salários dos servidores que querem mais verbas para a educação e a isonomia salarial com os professores do Estado.

Atualmente, a Prefeitura de Rio Branco mantém um PCCR único para todas as categorias. A partir do ano que vem, esse plano será fracionado e cada categoria vai ter seu plano.

O Sindicato dos Professores, através da presidente Alcilene Gurgel, entregou diretamente ao secretário de Administração de Rio Branco, Claudio Ezequiel, o que considera o PCCR perfeito.

Diferente do plano atual, os trabalhadores querem equiparar os salários com os professores do Estado. Assim, elevaria a renda em mais de R$ 200 mensais para quem está em início de carreira.

Outra proposta é tirar o professor de sala de aula quando completar 25 anos de trabalho. Esse profissional deverá fazer outro serviço na escola, e, se completar os 25 anos de atividade e tiver 50 anos de idade, automaticamente será promovido e ficará na última letra do plano de carreira. Assim poderá se aposentar com uma renda maior.

O sindicato quer ainda que o repasse para a Educação aumente de 25% para 30% do orçamento. “Com mais dinheiro dá para garantir o salário dos professores e uma estrutura melhor para as escolas que poderão preparar melhor os estudantes. Por isso, espero que esse plano seja logo aprovado”, apontou Gurgel.

A secretaria de Administração está recebendo os Planos de Cargos, Carreira e Salário das categorias. Durante os meses de agosto e setembro, vai analisar as propostas apresentadas.

“Vamos discutir todos os temas. Com certeza, serão muitas divergências. Mas, vamos sentar com os representantes dos trabalhadores e conseguiremos chegar a um plano bom para todos”, disse Claudio Ezequiel.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*