310118-politica-ribamarcosta-folhadojurua

Sindmed ainda não definiu sobre plantões extras

Pagamento inadequado seria motivação para possível boicote

A classe médica ainda não definiu se vai deixar de fazer plantões extras na rede pública de Saúde. Há insatisfação entre os profissionais em função da forma de pagamento dos plantões extras por parte do Governo do Acre.

“Como estão sendo pagos os plantões não é a forma correta”, pontua o presidente do Sindicato dos Médicos do Acre, Ribamar Costa. “O Governo do Acre, por exemplo, dividiu o pagamento dos plantões extras em três parcelas. Isso não é correto: elaborou-se um regra após os médicos terem cumprido os plantões”.

Costa lembra que a execução dos plantões extras é feito de acordo com a disponibilidade de tempo e condições físicas de cada profissional médico. “Não é a forma adequada de tratar um profissional que está se dispondo a ajudar, a cooperar”.

O Sindicato dos Médicos ainda não definiu como irá deliberar sobre o problema. Uma assembleia deverá ser anunciada para
discutir o assunto. Há urgência que esse assunto seja detalhado por acusa do período carnavalesco quando os plantões extras são fundamentais para garantir a prestação de serviço público em saúde nas unidades de pronto atendimento e no Pronto Socorro.

A assessoria da Secretaria de Estado de Saúde foi acionada para se explicar sobre o assunto. Tão logo se pronuncie, o conteúdo será disponibilizado para o leitor do site AGazeta.Net.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*