040619-eleicao-sintesac

Sintesac elege diretoria para o próximo triênio

Eleição aconteceu no auditório do Huerb

O auditório do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco ficou lotado na manhã desta terça-feira (4) para a escolha da nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Acre (Sintesac). Como somente uma chapa manifestou interesse nas eleições, foi aclamada vencedora do pleito durante assembleia da categoria.

Assim, Adailton Cruz foi reeleito para mais três anos de mandato. O presidente da comissão eleitoral, Agnaldo Martins, informou que o processo ocorreu dentro da legalidade. “A gente está cumprindo tudo com muita decência, com muita ordem, com muita transparência, pra que ocorra e não dê brecha para que ninguém entre na justiça e anule o processo. Se alguém sentir que foi prejudicado, nós estamos abertos ao dialogo”.

A saúde no Acre passa por uma crise, com falta de remédios, de profissionais e de estrutura. O governo do Estado chegou a decretar calamidade pública no setor. Recentemente o secretário da pasta foi exonerado e substituído por uma médica do Distrito Federal. Diante desse cenário de caos, o Sintesac, que conta com aproximadamente 6 mil filiados, terá alguns desafios pela frente.

“Será garantir os direitos que foram excluídos no governo passado, regulamentar o pró-saúde, reformular integralmente o nosso plano de cargos e carreiras, criar a etapa alimentação e lutar contra o governo se preciso for com, além de greve, com ação judicial, para que supra um déficit de mais de 5 mil trabalhadores na atenção de saúde do nosso estado”, disse Adailton.

Atualmente circulou uma informação de que o sindicato teria membros da diretoria com altos cargos dentro da Secretaria de Saúde e por isso estaria sem forças para cobrar os direitos da categoria. O presidente reeleito negou esse caso e disse que o Sintesac vai para o embate com o governo.

“Infelizmente existem grupos que são a atual diretoria e criam essas situações falsas, mentirosas. As pessoas que eventualmente são citadas em algum momento nem que sequer filiação tem. E um ou dois diretores realmente fizeram parte da campanha, estão lá, já até se afastaram. Nós não temos vinculo com esse ou com qualquer governo, nosso compromisso é com esses trabalhadores”, concluiu.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*