thumb rochaagazetanet

Solenidade na Cidade do Povo esvazia Assembleia Legislativa

Apenas o líder da oposição compareceu à Aleac

Gabinetes fechados, corredores vazios, salas de reunião sem ninguém e poucos funcionários na casa. Nesta quinta-feira, 22, assessores parlamentares não cumpriram expediente na Assembleia Legislativa, e a maioria dos deputados não apareceu. A solenidade de entrega das primeiras casas da Cidade do Povo esvaziou as atividades do Legislativo.

Às dez horas, horário regimental para o início da sessão, havia apenas uma deputado na Assembleia, o líder da oposição, Wherles Rocha(PSDB), que aproveitou a presença da imprensa para desfazer o boato espalhado por assessores do governo de que ele estaria em Brasília, tentando impedir a inauguração da primeira etapa da Cidade do Povo.

“Até agora, quem investigou a Cidade do Povo, que eu saiba, foi só a Polícia Federal, através da operação G7. Na verdade, se existe alguma outra irregularidade além das que já foram investigadas eu não conheço”, declarou o deputado.

Sem nenhum outro parlamentar na casa, a sessão do Legislativo não aconteceu. A mesa diretora da Assembleia não divulgou nenhum comunicado de que não haveria sessão nesta quinta-feira, nem de que funcionários da casa estariam liberados para faltar ao trabalho. Oficialmente, foi um dia de expediente normal, marcado pelo pouco movimento e por um plenário vazio.

Deixe uma resposta