040320-taxistas-aleac

Taxistas protestam na Aleac contra transportes clandestinos

Mais de 4 mil carros irregulares estariam atuando no Alto Acre

Em todo o Estado os taxistas somam mais de 2.500 trabalhadores, sendo que 1.100 atuam em Rio Branco. Parte desses motoristas de lotação estiveram nesta quarta-feira (4), na Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac).

A presença deles era para pedir socorro aos parlamentares, já que os trabalhadores reclamam da falta de fiscalização, por parte da Agência Reguladora dos Serviços Públicos do Acre (Ageacre).

O grupo ocupou toda a galeria de forma silenciosa e pacífica, afinal eles não queriam perder a razão e nem o foco do movimento. Entre as principais reclamações da categoria, está a presença de mais de 4 mil carros clandestinos atuando apenas no Alto Acre.

Roberto Duarte, do MDB, já acompanha há algum tempo essa reivindicação da categoria, e acredita que a casa tem, sim, condições de intermediar uma conversa entre todos os envolvidos.

“Os taxistas reclamam que existe um transporte clandestino entre municípios que está trazendo muito prejuízo para a categoria, e isso não pode acontecer. Vamos intermediar um diálogo entre a categoria dos taxistas e a Ageacre através do poder legislativo”, conclui Duarte.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*