191017-politica-portelaportoacre-tvgazeta

TCE aponta irregularidade em contas de ex-prefeito Portela

Superfaturamento, apesar da orientação da corte

No último ano de mandato, o ex-prefeito de Porto Acre Carlos Portela decidiu fazer compras para material de consumo, como papéis, canetas e produtos de informática. Ao todo a compra custaria para os cofres do município R$ 90 mil. Quando o prefeito começou a fazer as licitações, por lote, o Tribunal de Contas descobriu que vários produtos estavam com preços superfaturados.

Um programa de computador do TCE permite que os técnicos descubram antecipadamente se uma licitação está irregular.
Foi assim que se descobriu que a Prefeitura de Porto Acre pagaria até o dobro de preços por alguns produtos. Quando os técnicos procuraram o prefeito e o orientaram para não comprar, ele já tinha gastado quase R$ 13 mil.

Segundo o conselheiro Antônio Malheiro, o TCE fez uma inspeção, e no julgamento do processo nessa quinta-feira, o prefeito Carlos Portela foi condenado a devolver os quase R$ 13 mil gastos nas compras superfaturadas. Ele ainda vai pagar duas multas que, somadas, chegam a R$ 4 mil. O ex-prefeito Carlos Portela, pode recorrer da decisão.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*