151117-politica-greveufac-taianelima

Técnicos administrativos da Ufac entram em greve

675 profissionais paralisam atividades a partir de segunda

Os 675 técnicos administrativos da Universidade Federal do Acre entram em greve a partir da próxima segunda-feira (20). Os profissionais do Acre demoraram a aderir ao movimento nacional que iniciou no dia 10.

Há atividades consideradas “essenciais” que continuam trabalhando com um percentual mínimo que pela legislação é de 33%. Essas unidades serão definidas na próxima semana com a Administração Superior através da reitoria.

“Eu, particularmente, não sou muito simpático às greves, mas, diante da situação não houve condições de não aderir ao movimento nacional”, disse o Adaíldo Lima de Oliveira, representante local do comando de greve.

A pauta de reivindicações se fundamenta em alguns pontos: os servidores são contra a Reforma da Previdência, contra o cancelamento do regime salarial (adiado para acontecer somente em 2019); são contra a Reforma Administrativa que dobra o tempo para o servidor progredir na carreira dentro da instituição: atualmente o servidor tem ganho salarial por progressão na carreira a cada 1,5 ano. Com a reforma, esse tempo dobra.

Os servidores também são contra a quebra da estabilidade do servidor público federal e contra o aumento da alíquota de contribuição previdenciária. Os servidores também argumentam que os acordos mantidos com o governo de Dilma Rousseff não foram mantidos com a atual gestão no Ministério da Educação.

A última paralisação dos técnicos administrativos da Ufac aconteceu em 2016 e durou cerca de 40 dias.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*