thumb JuizLeriGros

TRE está de olho nas “curtidas” de candidatos na internet

Juiz Leandro Leri Gross diz que Justiça Eleitoral será rígida

A partir do próximo dia 6, começa a propaganda eleitoral. A Justiça se prepara para monitorar o que os candidatos vão fazer ou como vão usar a internet. Eles estão livres para criar suas páginas e blogs, mas, obrigatoriamente, terão que fazer o registro na Justiça Eleitoral.

Outra proibição: contratar empresas para divulgarem a receptividade do candidato na internet. Como as famosas curtidas no facebook, que dão a ideia que o candidato é popular, quando na verdade existe um empresa por trás do esquema.

O Juiz da propaganda Leandro Leri Gross, informou que a Justiça Eleitoral vai ser rígida com qualquer propaganda irregular. Nos  muros e os famosos envelopamentos em carros não podem passar dos 4 metros quadrados. Quanto aos postes e parques continua a proibição da propaganda. Qualquer material gráfico ou mesmo o simples santinho, o candidato deve apresentar o NCPJ da empresa que confeccionou.

Na eleição passada, a propaganda que mais causou problemas para o TRE foi a feita nas rotatórias. Os candidatos enchiam os canteiros de faixas e cartazes, tirando a visão dos motoristas e pedestres. A partir deste ano, a Justiça vai entrar em contato com os órgãos de trânsito para fiscalizar e multar quem causar problemas nas vias públicas com a propaganda irregular.

Quem manter a propaganda irregular pode sofrer multa de até R$ 25 mil. Em alguns casos, a Justiça Eleitoral apenas notifica o candidato e dá um prazo de 48 horas para retirada da propaganda. Se perder o prazo vem a representação judicial e a multa.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*