0510-politica-coletivatre-cleriston

TRE nega problemas em dia de votação

Corregedor rebate acusações sobre erro no sistema de votação

O presidente do TRE disse ainda que tudo saiu dentro do planejado. De 101 seções de difícil acesso apenas 3 ainda não tinham sido apuradas até o início da coletiva.

Ele apontou como problema maior da demora para fechamento das urnas, as seções com um número muito alto de votantes, além disso esta é primeira experiência com o sistema biométrico, “idosos, pessoas com alguma limitação, estas tem mais dificuldades para votar, o que justifica a demora nas filas”, disse Longuini.

A respeito da reclamação de algumas pessoas em terem chegado a seção e outra pessoa já ter votado em seu lugar, o corregedor do TRE Samuel Evangelista disse que é impossível ter ocorrido problema com as urnas e que provavelmente foi falha humana. “Pode ter ocorrido um equivoco do mesário, que pode ter liberado para outra pessoa votar”, explicou.

Sobre os problemas enfrentados nesta eleição o presidente do TRE afirmou que, após esta experiência com a biometria, serão feitos estudos para solucioná-los. “Vamos fazer a desagregação nas seções, por exemplo aquela seção com muitos eleitores será desmembrada e transformada em duas seções para diminuir a aglomeração de pessoas assim como a demora nas filas”.

No âmbito policial foram registradas 36 ocorrências, e 12 prisões foram efetuadas em todo o estado com relação a crimes eleitorais como: propaganda irregular, boca de urna e compra de votos.

Deixe uma resposta