Banner EduardoFarias-GEMaio

“Um sujeito dizer que aquilo ali é um fracasso, é exagero, é não entender do assunto”

Deputado Eduardo Farias (PCdoB) rebate críticas sobre a ZPE no Acre

O Deputado Estadual Eduardo Farias (PCdoB) participou do Gazeta Entrevista desta quinta-feira, 29. Entre os assuntos tratados, o também Presidente da Comissão Estadual de Saúde do Acre falou sobre os avanços na saúde no estado.

Na manhã desta quinta, foi realizada, no Palácio da Justiça, a audiência pública de prestação de contas da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre). A audiência cumpre a determinação na qual a cada quatro meses devem ser apresentadas as ações e investimentos na área da saúde pública, conforme a Lei 141/2013.

De acordo com o deputado, foram investidos de janeiro a abril deste ano, R$ 217 milhões, o que representa 33,18% do recurso total disponível para o Acre.

Perguntado pelo apresentador Alan Rick se o Estado está no caminho certo, o deputado afirmou que sim. “As metas estão sendo alcançadas, obviamente como estamos no primeiro quadrimestre, algumas metas você só vai ter noção se foram cumpridas efetivamente ao final do ano,” Disse Farias.

O deputado admitiu que há problemas na rede pública de saúde, e que sempre haverá o que melhorar, mas o sistema de saúde do Brasil tem evoluído. Ele afirmou ainda que o maior problema está ligado ao financiamento na área. “O Governo Federal definiu que os municípios têm que aplicar 15% do seu recurso, o estado 12% e deixou a União sem definir.” O que segundo ele influi para que governo disponha de pouco recurso para saúde.

Também foi abordado sobre o debate ocorrido nesta quinta (29), na Assembleia, onde o Deputado Moisés Diniz fez críticas relacionadas ao preço do álcool no Acre, que apesar da produção no próprio estado, o preço não baixou. Eduardo Farias disse concordar com o que Diniz propôs, e que devido a empresa Álcool Verde não ser uma obra estatal, e sim privada, o Parlamento e o Governo devem buscar uma saída para que o preço diminua.

Já sobre a crítica à Zona de Processamento de Exportação-ZPE, o Deputado afirmou que algumas críticas são exageradas, “Um sujeito dizer que aquilo ali é um fracasso, é exagero, é não entender o que é a ZPE”.

Farias afirmou ainda que o maior impedimento na evolução da ZPE do Acre parte de Manaus e São Paulo, que são grandes exportadores do Brasil, que estes impedem o avanço do projeto no estado, travando assim uma guerra fiscal e legislativa.

Deixe uma resposta