080817-politica-rioacre-tvgazeta

Vereadora quer explicações do Depasa sobre água

“Quero entender por que não existem bombas reservas”

Com o Rio Acre apresentando sinais de uma grande estiagem, começa a preocupação quanto ao abastecimento da cidade. O Depasa diz que está tudo bem, mas as reclamações não param.

Nos bairros Adalberto Aragão e Morada do Sol, há duas semanas não cai água nas torneiras. Os moradores estão desesperados.

A dona de casa Cleucimar Rocha disse que até procura o Depasa, mas só escutam promessas. “Estamos sem água até para fazer comida. A nossa situação já é de calamidade”, reclamou.

Os moradores do bairro Adalberto Aragão andam vários quilômetros para buscar água em baldes em um igarapé que fica próximo ao bairro. Em outras regiões da cidade, mesmo quando a água chega, é tão fraca, que é preciso colocar as caixas d’água no chão.

A Câmara de Vereadores vai convocar a prefeitura, Governo do Estado e membros da Defesa Civil para pedir explicações sobre o abastecimento deficitário em Rio Branco.

A responsável pelo requerimento, vereadora Lene Petecão, exige a presença dos diretores do Depasa. “Quero entender por que não existem bombas reservas e onde foram aplicados os recursos que chegaram para investir nas redes de abastecimento. Eles vão ter a chance de se explicar na sessão”, disse.

A vereadora vai chamar ainda especialistas que possam passar um diagnóstico sobre a situação do Rio Acre. A cada ano que passa ele vem apresentando sinais de que pode deixar de abastecer a cidade.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*