050419-politica-discussao

Vereadores discutem sobre qualidade do asfalto na Capital

Laudo sobre má qualidade do asfalto gera bate boca

Os vereadores discutem nesta sexta-feira (5) na câmara Municipal de Rio Branco sobre a pavimentação utilizada nas ruas. O vereador João Marcos Luz (MDB) apresentou, em plenário, um documento alegando ser um laudo da Fundação de Tecnologia do Acre (FUNTAC) que atesta a péssima qualidade do asfalto utilizado na capital, enquanto o vereador Rodrigo Forneck (PT) contestou a veracidade do documento.

Depois de algumas acusações e informações contraditórias, um vídeo da presidente da FUNTAC foi apresentado na câmara de Rio Branco. Nele, a presidente afirma não existir nenhum laudo emitido pela fundação de tecnologia do Acre atestando a qualidade do asfalto utilizado pela Empresa Municipal de Urbanização (EMURB).

A declaração não foi suficiente para intimidar João Marcos Luz, que garante a procedência do documento. Para o vereador, ser chamado de laudo ou de relatório é apenas um detalhe e nada muda nas informações do conteúdo, que é o que realmente importa.

“Eu disse na tribuna da câmara que era um laudo porque passou por um laboratório, mas a presidente da FUNTAC disse que não é um laudo é um relatório, mas que de fato esse relatório tem um diagnóstico da má qualidade. O que importa é que esse documento é oficial da FUNTAC e o diagnóstico dele apresenta má qualidade da prestação de serviço da EMURB”, disse o vereador (MDB), João Marcos Luz.

Já para Rodrigo Forneck, o tal laudo, mesmo tendo o carimbo da FUNTAC e a assinatura de uma engenheira da fundação, não pode ser levado em consideração. Primeiro porque o documento não foi protocolado na casa e segundo porque no texto não consta, de forma clara, nenhuma afirmação da qualidade do asfalto.

“Pode ser que tenha um documento técnico averiguando qualidade de alguma massa asfáltica, resta saber de onde é essa massa, como que foi feito esse estudo, se foi de fato pela FUNTAC ou se não foi e o principal, se esse tal documento, que não é um laudo, é um documento técnico, diz o que foi colocado na tribuna, que é o que a diretora desmentiu”, explicou o vereador (PT), Rodrigo Forneck.

Seja laudo ou relatório, com informações verdadeiras ou duvidosas. Para a população, a qualidade do asfalto é, facilmente, comprovada pelas atuais condições da maioria das ruas da capital. Basta circular um pouco pela cidade e tirar suas próprias conclusões.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*