Assessoria de Marina Silva publicou nota negando que a ex-petista apoiará a reeleição de Tião Viana para governador do Acre

Macaco velho
Sérgio Petecão (PSD) só propôs a Márcio Bittar (PSDB) para desistir da campanha e juntos apoiarem Tião Bocalom (DEM) ao governo porque sabia que ele não aceitaria.
 
Sinuca de bico
A proposta de Petecão deixa Bittar em uma sinuca de bico haja vista que ele é o maior defensor de uma candidatura única na oposição.
 
Candidato
Bittar, sem sombra de dúvida, é a favor de que haja apenas um candidato ao governo do Estado na eleição, desde que o nome indicado seja o dele.
 
Sem chance
A assessoria de Comunicação da ex-ministra Marina Silva publicou nota negando que a ex-petista apoiará a reeleição de Tião Viana para governador do Acre. A nota diz, ainda, que Marina Silva, até o momento, não manifestou a ninguém qualquer opinião sobre as eleições no Acre.
 
Nazaré Araújo
A confirmação do nome de Nazaré Araújo Lambert como vice na chapa de Tião Viana cairá como uma bomba no colo do senador Aníbal Diniz (PT).
 
Viabilizar
A indicação da deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) ao cargo viabilizaria a reeleição do senador petista. Sendo Nazaré a indicada forma-se uma chapa “puro sangue”, restando, assim, ao PCdoB a vaga no Senado.
 
A casa caiu
A escolha de Nazaré é a justificativa perfeita para que o PT não fique com a indicação para concorrer à vaga ao Senado.
 
Surpreso?
Em entrevista ao jornalista Alan Rick, Sérgio Petecão mostrou-se surpreso com o lançamento da pré-candidatura de Roberto a oposição.
“Duas candidaturas ao Senado não é bom para a oposição”, argumentou.
 
Alternância de poder
O senador reconhece os avanços obtidos pela Frente Popular, mas defendeu a alternância de poder.
“Está na hora de dar a oportunidade para outras pessoas. O pessoal perdeu a quilha e precisa saber que todo poder emana do povo”, expôs.
 
Violência
Ao fim da conversa com o jornalista Alan Rick, Petecão comentou a onda de violência no estado. Somente em janeiro, 17 homicídios foram registrados. Ele confirmou que vai pedir reforço ao Ministério da Justiça para combater a criminalidade.
“Eu tô com medo. Quem tem segurança está de boa”, finalizou.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *