O representante da Telexfree no Brasil não perdeu tempo e logo culpou a Justiça do Acre pelos problemas nos Estados Unidos. Só faltava essa!

Na trave
Não foi dessa vez que os adversários políticos do prefeito de Brasiléia, Everaldo Gomes, conseguiram o que tanto desejam. A maioria dos vereadores decidiram pela não instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) e o consequente afastamento do prefeito.

Não agradou
A decisão da Câmara não agradou a população que, em sua maioria, pedia a instalação da CPI e o afastamento do prefeito.

Vendo e ouvindo tudo
O líder do PT na Aleac, deputado Geraldo Pereira, não deixou passar em branco as críticas feitas ao seu partido pelo deputado federal Henrique Afonso (PV), no evento que marcava a oficialização de Afonso como vice de Tião Bocalom (DEM).

Lado inverso
Pereira diz ser natural a criticas proferidas por Henrique Afonso, haja vista que o mesmo se encontrar do lado inverso.
“É normal. Ele agora vai querer arranjar defeito. Não seria normal ele estar lá e fazer elogios à Frente Popular”, argumentou o parlamentar petista.

Irônico
Pereira ironizou ao perguntar o que eles [PV, PMN e o DEM] estavam fazendo reunidos, senão apresentam soluções para os principais problemas enfrentados pelo Estado.
“É fácil fazer apontamentos sem apresentar soluções viáveis”, disse.

Jogo duro
Outro parlamentar que não deixou passar em branco as criticas feitas ao governo Tião Viana foi o deputado Ney Amorim (PT) que bateu pesado na oposição na sessão desta terça-feira.

Contraponto
Ney Amorin cobrou o contraponto da oposição e com razão, afinal, criticar por criticar não resolve problema algum.

Fora de cogitação
O deputado Luís Tchê (PDT) nega que tenha desistido de disputar uma vaga na Câmara Federal. De acordo com o parlamentar, já está batido o martelo quanto ao assunto.

Em concordata
Essa polêmica em torno da Telexfree está de longe de acabar. O pedido de concordata da empresa que opera nos EUA foi um banho de água fria nos investidores brasileiros.

Culpa do Acre
O representante da Telexfree no Brasil não perdeu tempo e logo culpou a Justiça do Acre pelos problemas nos Estados Unidos.

Interessante
O interessante nessa história toda é que tempos atrás via-se nas redes sociais pessoas afirmando que iriam se cadastrar na Telexfree do EUA por trata-se de operações diferentes onde o Brasil não teria nenhum poder de intervenção ou influencia para que a mesma fosse bloqueada.

Cego, surdo e mudo
Agora que a empresa americana pede concordata a culpa é Brasil, do Acre. Enxergar que talvez essa empresa realmente se trate de fraude ninguém quer.

Moises Diniz
Sobre a Telexfree, o deputado Moisés Diniz (PC do B) postou em sua página no Facebook que “a verdadeira pirâmide, que sequestra o suor da nação, continua intocável, gerando bilhões de reais de lucro para os banqueiros, que financiam políticos”, referindo-se aos lucros exorbitantes que os agentes financeiros mantêm sobre seus clientes.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *