Com 80% de ocupação de leitos, Rio Branco está na zona de alerta crítico, indica Fiocruz

Taxa foi observada em nota técnica do Observatório Covid-19

Luanna Lins para Agazeta.net

O Observatório Covid-19 da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgou nesta quarta-feira, 26, uma nota técnica sobre o cenário da pandemia no país, tendo como foco os indicadores de leitos de UTI para adultos no Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo a publicação, Rio Branco é uma das nove capitais que estão na zona de alerta crítico, com 80% de ocupação. 

A taxa da capital acreana vem seguida de Porto Velho (89%), Macapá (82%), Fortaleza (93%), Natal (percentual estimado de 89%), Belo Horizonte (95%), Rio de Janeiro (98%), Cuiabá (89%) e Brasília (98%). 

Já com relação ao Acre, o estado mantém-se fora da zona de alerta, mas registrou uma piora nas taxas em meio ao aumento de casos de covid-19. As ocupações passaram de 25% para 45%. Das 27 Unidades Federativas (UF), seis estados e o Distrito Federal estão na zona de alerta crítico, 12 estão na zona de alerta intermediário e oito estão fora da zona de alerta.

Os pesquisadores do Observatório afirmam que a situação está piorando. Com o avanço da vacinação, o quadro acaba sendo diferente de outros momentos mais críticos da pandemia, com um número inferior de casos que necessitam de internação em UTI. Porém, com a grande transmissibilidade atual, os números expressivos pressionam o sistema de saúde.

Leia a nota na íntegra

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*