Comprovante de vacinação não será exigido em atividades religiosas habituais no Acre

O passaporte deverá ser apresentado somente em eventos religiosos especiais e que reúnam mais de 100 pessoas

Luanna Lins para Agazeta.net

Em resolução publicada na edição desta quarta-feira, 15, do Diário Oficial do Estado (DOE), o governo do Acre decretou que agora não será mais exigida a apresentação da carteira de vacinação na entrada em cultos, missas e atividades religiosas habituais, mesmo que o público ultrapasse 100 pessoas. A publicação foi feita pelo Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19 (Caecovid).

Com a edição da regra, a obrigatoriedade da comprovação da imunização contra a covid-19 valerá apenas para casos de eventos religiosos não regulares ou especiais e que contem com público acima de 100 pessoas. Durante as atividades religiosas habituais, ou seja, sem programação especial, devem ser obedecidos a capacidade de lotação do local de acordo com a classificação de risco da regional e os protocolos sanitários.

Deixe uma resposta