Todo o Acre é classificado na bandeira amarela da covid-19, nível de atenção

No período de 23 dezembro até o dia a 31 desse mês o estado seguirá nessa bandeira

Nesta quinta-feira (23), a comissão técnica realizada pelo Grupo de Apoio ao Pacto Acre Sem Covid decretou no Diário Oficial do Estado (DOE) que a classificação de risco da doença no Acre no período de 23 dezembro até o dia a 31 desse mês, continuará no nível de atenção (bandeira amarela).

Para se chegar nessa bandeira foram considerados diversos motivos, um deles é a instabilidade nos sistemas Sivep-Gripe, Conect-SUS, e ESUS Notifica, e que não há, por parte do Ministério da Saúde, uma previsão para restabelecimento dos sistemas, com isso não é possível identificar os dados necessários sobre a doença.

Além disso, o Brasil tem enfrentando um número considerado nos casos da variante da Covid-19, que é a Ômicron. No atual momento, existem dúvidas no meio científico em relação à propagação e efeitos desta variante, e como não mais informações sobre a sua gravidade, a bandeira amarela permanecerá.

Apesar dos esforços, o Estado possui baixa capacidade de rastreamento dos viajantes, o que impossibilita o monitoramento destes e facilita a transmissão da doença por possíveis infectados.

Além disso, o crescimento no número de casos observados nos países fronteiriços, como a província de Pando na Bolívia, e os dois municípios Brasiléia e Epitaciolândia. E como existe uma forte interação entre essas regiões, essa prevenção foi necessária.

Mesmo com mutirões, megaoperação de vacina, campanhas contra a covid-19, o Acre ainda apresenta baixa cobertura vacinal e  ainda não alcançou os níveis ideais preconizados pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Deixe uma resposta