Polícia

Polícia Federal prende suspeito de abuso sexual de criança no Acre

Homem teria ainda publicado vídeo nas redes sociais

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (14), em Rio Branco, a "Operação Despudor", a fim de cumprir dois mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal, contra um suspeito de abusar sexualmente de uma criança e publicar em redes sociais.

As investigações se iniciaram no Núcleo de Repressão aos Crimes de Ódio e Pornografia Infantil pela Internet (NURCOP), da Divisão de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC), situado em Brasília, e trata acerca das condutas de: estupro de vulnerável; produção de vídeo contendo pornografia infantil; e armazenamento e compartilhamento desse material.

No Nurcop foi produzido um relatório, a partir de informações enviadas pelo National Center for Missing fnd Exploited Children - organização não governamental, sem fins lucrativos, que recebeu apoio do Governo estadunidense para estabelecer um mecanismo centralizado de recebimento de “denúncias” sobre crimes relacionados a abuso sexual infantil e desaparecimento de crianças - a qual recebe alerta de prestadores de serviços de conexão e internet de suspeita de exploração sexual infantil que trafeguem em suas redes.

Os casos suspeitos são encaminhados à Polícia Federal para investigação. Esse em específico foi denominado “Despudor”, pois o suspeito sem nenhum receio ou vergonha publicou abertamente em rede sociais o abuso sexual praticado em face de uma criança.

Durante a operação foi encontrado material pedopornográfico no celular do suspeito. O homem deve responder conforme previsto nos artigos 217-A do Código Penal e 240, §2º, inciso III e 241-A e 241-B do Estatuto da Criança e Adolescente.