Segunda-Feira, 17 de Maio de 2021
Você está aqui: Home Polícia Policial Federal acusado de matar própria filha é demitido

Polícia

Policial Federal acusado de matar própria filha é demitido

27-04-21-dheymersonnDemissão de servidores públicos tem finalidade punitiva

O ex-policial federal Dheymersonn Cavalcante Gracino foi demitido em publicação do Diário Oficial da União, o ex-policial é acusado de matar a própria filha de 2 meses no dia 8 de março de 2019. O Dheymersonn foi demitido por abandono do cargo em dezembro de 2020.

A demissão de um servidor público, no caso, policial federal, é diferente da exoneração, pois possui uma finalidade punitiva, enquanto que a exoneração é um ato administrativo. A demissão ocorre quando um servidor público não respeita as regras do local de trabalho ou não cumpre com os deveres e proibições estabelecidos pela legislação, sendo uma punição expressa em lei.

Entenda o caso:

Dheymersonn Calvacante Gracino é acusado de matar a própria filha de 2 meses juntamente com a avó. Segundo o inquérito policial o pai avó teriam dado leite artificial à bebê, que por ser prematura não poderia se alimentar de nada além de leite materno.

Segundo o laudo do Instituto Médico Legal (IML), a causa da morte foi “asfixia mecânica por sufocação direta, causada por broncoaspiração, em decorrência de penetração de meio líquido em vias aéreas inferiores”.

28-04-21 trecho-diario-oficial-da-uniao

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre



Fique Conectado