Política

No Acre, TRE recebeu três mil pedidos para candidaturas

Destes, 95 são candidatos tentando uma reeleição

Nesta eleição o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) recebeu três mil e vinte pedidos de candidaturas, no entanto, para valer oficialmente esses pedidos passam pela análise e julgamento dos juízes eleitorais, destes, apenas 2 mil 151 estão aptos a concorrer o pleito.

Há ainda 711 processos que precisam ser julgados, 147 candidatos tiveram seus pedidos indeferidos, 109 destes porque faltou algum tipo de documento. Oito candidaturas foram indeferidas por se enquadraram na lei da ficha limpa, ou seja, candidatos que tiveram problemas na hora de prestar contas com o dinheiro público, todos esses indeferidos pela ficha limpa foram dos municípios de Brasiléia, Assis Brasil, Cruzeiro do Sul, Feijó, Mâncio Lima, Acrelândia e Porto Walter.

Na capital foram quatro candidaturas indeferidas, todas por falta de documentos. Dentre os candidatos, 95 estão tentando uma reeleição. 1.084 tem o ensino médio, 783 o ensino superior completo, 173 declararam que sabem ler e escrever e apenas um candidato aparece como analfabeto.

A respeito das profissões, 309 disseram que são agricultores, 149 donas de casa, 137 são servidores públicos, 119 empresários, 115 professores e 119 se declararam como vereadores. Apesar de ser garantido por lei, nenhum dos candidatos declarou nome social.