Política

Parlamentares não destinam emendas para crise hídrica

11-11-2020 parlamentares-não-destinam-emendas-para-crise-hidrica-de-rio-brancoSegundo Petecão, o governo não apresentou propostas

Em 2020 as Emendas das bancadas e individuais chegaram a R$ 286 milhões para o estado do Acre, dinheiro dividido para obras e projetos do Governo do Estado e para as prefeituras, a maior parte desse dinheiro foi para saúde o restante foi dividido entre programas de assistência comunitária, infraestrutura urbana, educação e produção agropecuária. Nenhuma verba foi destinada para crise hídrica de Rio Branco.

Atualmente um dos maiores problemas enfrentados pela população da capital do estado é a crise com a falta de abastecimento de água nas residências e com o esgoto na cidade. O senador e coordenador de bancada Sérgio Petecão informou que 90% dos recursos das emendas individuais foram encaminhadas para o combate da Covid-19 e lamentou o fato do Depasa não ter entrado na lista de prioridades na hora de dividir as emendas, isso porque o governo não enviou nenhum projeto para os parlamentares.

“Nós estamos aguardando uma proposta apresentada pelo Depasa, para que possamos sensibilizar a bancada federal e encaminhar os recursos necessários para pelo menos amenizar o sofrimento da nossa população”, afirmou Petecão.

Cada parlamentar tem direito a apresentar 25 emendas ao orçamento da União totalizando R$ 15 milhões e meio por ano, uma forma de os 513 deputados federais e 81 senadores colocarem seus nomes em obras e projetos nas suas bases políticas.

No Acre o sistema de água tem necessidade urgente e mesmo com as grandes reclamações da população, os parlamentares estavam esperando por um projeto do governo.

Confira abaixo os valores empenhados por todos os parlamentares:

11-11-2020 emendas-individuais-parlamentares

11-11-2020 emendas-individuais-senadores